MMP: Microinfusão de Medicamentos na Pele

O procedimento conhecido como MMP é uma técnica na qual o profissional aplica substâncias na derme do paciente através de um microagulhamento leve

O que é?

O procedimento conhecido como MMP é uma técnica na qual o profissional aplica substâncias na derme do paciente através de um microagulhamento leve, de modo a agir localmente sem elevar a concentração dessas substâncias no sangue . Usa-se um aparelho em que as agulhas fazem movimento de vai e vem e o médico regula tanto a profundidade quanto a velocidade da aplicação.

Quais as principais indicações?

Tem sido usado para variadas condições clínicas, com a escolha das substâncias feitas caso a caso. Destaca-se o uso do MMP em:

• Alopecias (quedas de cabelo), em especial, a alopecia androgenética, popularmente conhecida como calvície, tanto masculina, quanto feminina. Já existem estudos como o publicado pela Surgical and Cosmetic Dermatology, mostrando a eficácia e praticidade do MMP. Geralmente indica-se uma média de 3 sessões iniciais, com intervalo mensal. Posteriormente avalia-se a resposta de cada paciente e planeja-se a manutenção, uma vez que a calvície é uma doença crônica e necessita de terapia continuada. Pode ser realizada anestesia tópica para amenizar o desconforto, mas o procedimento tende a ser bem tolerado.

• Leucodermia gutata, conhecida como “sardas brancas”, aquelas manchinhas brancas e arredondadas que vão surgindo principalmente nas pernas e braços com a idade. Até então se obtinha pouco êxito com os tratamentos propostos (Laser de CO2, crioterapia, cauterização química…). O MMP mostrou um alto índice de repigmentação dessas lesões. O protocolo costuma ser de duas sessões com intervalo de 30 dias, mas é avaliado previamente a extensão e quantidade de manchas para programar o procedimento.

Quais as indicações e/ou vantagens?

  • Pacientes que sofrem de efeitos colaterais de medicações e não as toleram
  • Pacientes que têm má adesão ao tratamento domiciliar
  • A escolha dos ativos é individualizada, podendo o dermatologista personalizar o tratamento
  • Realizado ambulatorialmente

 

Quais cuidados devo ter após o tratamento?

Alguns deles são:

  • Não se expôr ao sol durante o processo de recuperação, cerca de 3 dias para couro cabeludo e 7 dias para leucodermia gutata (após esse prazo o sol é bem vindo para repigmentação)
  • Não lavar o couro cabeludo no dia após o procedimento.
  • Suspender tópicos de uso domiciliar por 48h
  • Não manipular e retirar casquinhas da pele.

A escolha dos ativos é parte fundamental para se ter bons resultados. Portanto uma avaliação prévia se faz fundamental para o correto diagnóstico da condição. Além disso, a consulta é o momento ideal para conhecer as opções de tratamento e tirar todas as dúvidas.

Missão em passar o melhor tratamento para o seu caso.

Conheça outros Procedimentos

Crioterapia

IPCA

Microinfusão de medicamentos na pele

Peeling Químico

Skinbooster

Toxina Botulínica

Marque uma Consulta

De Segunda a Sexta das 8h às 18h

Clínica Cepelli

Rua Menino Deus, 63 - Sala 109
Florianópolis - SC

Aline Camargo Fischer - Doctoralia.com.br