– É importante que os banhistas sejam cuidadosos e tentem evitar o contato com águas-vivas e caravelas em praias que sabidamente haja uma infestação. Em casos de contato com águas vivas;

– Primeiramente, para alívio da dor inicial, devem ser utilizadas compressas geladas (pacotes fechados de gelo – “cold packs” –, envoltos em panos, ou água do mar gelada, se disponível);

– Em seguida, o local da lesão deve ser lavado com ácido acético (vinagre, por exemplo), sem esfregar a região acometida, e, posteriormente, compressa do mesmo produto deve ser aplicada por cerca de 10 minutos, para evitar o aumento do envenenamento;

– É importante que não seja utilizada água doce para lavagem do local da lesão, nem para aplicação das compressas geladas, pois a água doce pode piorar o quadro do envenenamento;

– A remoção dos tentáculos aderidos à pele deve ser realizada de forma cuidadosa, preferencialmente com uso de pinça ou lâmina;

– Caso a dor dure mais de um dia ou surjam outros sintomas procure assistência médica para avaliação do envenenamento e tratamento complementar se preciso.

Dra. Aline Fischer
Últimos posts por Dra. Aline Fischer (exibir todos)
Open chat